Tel: (71) 3333-8000

Fax: (71) 3333-8176

O primeiro blog sobre investimento imobiliário na Bahia

27.06.2012

Reforma e Construção

Guia de Reforma e Decoração em Apartamentos Pequenos

{lang: 'pt-BR'}

Reforma em apartamentos pequenos

Fazer uma reforma pode ser extremamente estressante, independente de o seu imóvel ser novo ou antigo. No entanto, seja em casa ou apartamento, reformar ainda é a melhor opção para deixar o lugar do seu jeito. E se já é complicado fazer reforma em casa, imagina num apartamento? Se ele for pequeno, então, as dificuldades duplicam. Por isso resolvemos montar este pequeno Guia da Reforma em Apartamentos Pequenos, para auxiliar quem vai entrar nessa empreitada.

 

Informe-se!

 

Morar em condomínio é sempre estar sujeito às regras daquela comunidade. Assim, na hora de reformar seu apartamento – pequeno ou grande! – informe-se sobre os horários em que a obra pode acontecer e em que é possível descarregar o material de construção e recolher entulho. Veja também se há algum lugar onde você possa armazenar materiais, ou se eles deverão ficar dentro do apartamento. O síndico deve ser a pessoa mais informada para te dar esse tipo de instrução.

E não se esqueça, nunca, da diplomacia entre vizinhos. Tente incomodá-los o mínimo possível, acelerando processos mais barulhentos, como a fase inicial, de demolição e remoção de entulhos.

 

 

Planeje sua reforma

 

Não tem jeito: Planejamento é a regra de ouro de qualquer reforma ou construção. Tente colocar no papel tudo o que você quer reformar no seu apartamento. Nessa hora pode fazer muita diferença a ajuda de um arquiteto – um projeto bem ocupado pode te fazer aproveitar melhor o espaço, a iluminação e a ventilação do imóvel, te oferecendo, no final, muito mais que um apartamento pequeno reformado.

Dentro da etapa do planejamento entram orçamento e cronograma. É bom fazer o levantamento de todos os materiais que você precisará usar para reformar seu apartamento, e orçá-los em pelo menos três lugares diferentes. Essa é uma etapa fundamental, pois, em alguns lugares do país, a variação no preço de um mesmo produto pode superar os 60%. Comprar todo o material num só estabelecimento também pode ser uma boa ideia: com o grande valor da compra, fica mais fácil negociar descontos.

Um cronograma pode até parecer besteira, mas é uma forma eficiente de evitar chateações na reforma e perda de dinheiro. Correlacionando as etapas da obra e as entregas de material é possível evitar, por exemplo, que materiais de construção que só serão usados dali a semanas fiquem expostos e se percam – boa parte da areia, por exemplo, se perde com as chuvas.

As etapas de toda reforma se dão mais ou menos na seguinte ordem, a depender da necessidade da reforma em seu apartamento: Demolição, Infraestrutura (alvenaria, hidráulica, elétrica), revestimento de parede, forros e molduras de gesso, piso, tampos e bancadas de banheiro e cozinha, emassamento e pintura, instalação de luminárias e acabamentos elétricos (tomadas e espelhos de luz), instalação da marcenaria, seguida das instalações de louças e metais. Para finalizar, retoques, se necessários, na pintura.

Se seu piso escolhido para o seu apartamento pequeno for de porcelanato, tente adiar um pouco a instalação: esse tipo de piso é fácil de riscar, e você pode ficar com um piso com cara de velho antes mesmo da reforma acabar.

 

Reforma em apartamentos pequenos

 

Contrate bons profissionais

 

Esse é outro ponto que não muda se você está reformando um apartamento pequeno ou uma mansão. Bons profissionais são essenciais para o bom andamento da obra. Busque referências, indicações e, se o orçamento estiver um pouco mais folgado, vale considerar contratar um empreiteiro ou, ao menos, um gerente de obras. Esses profissionais normalmente têm mais conhecimento para ler informações em plantas baixas, e podem acompanhar de perto cada etapa da reforma, evitando desperdícios e perda de tempo com refações.

Se optar por contratar para a reforma do seu apartamento pedreiros que trabalhem por conta própria, tome bastante cuidado para que todos trabalhem com itens de segurança, para evitar futuras complicações com a justiça. Guarde também recibos de todos os pagamentos que fizer.

 

Colecione boas ideias

 

Antes mesmo de procurar um arquiteto ou de começar a planejar a reforma do seu apartamento pequeno, saiba bem o que você deseja – para evitar aquele desejo súbito de mudar tudo uma semana após o término da reforma. Leia revistas de decoração, procure em sites e blogs e imagine como você quer cada metro quadrado do apartamento. Com certeza essa pesquisa prévia vai te ajudar a alcançar a satisfação.

 

Decoração de apartamento pequeno

 

Para decorar um apartamento pequeno, você precisa estar atento sobretudo às necessidades dos moradores. Independente do cômodo, móveis sob medida são um verdadeiro investimento para quem tem apartamento pequeno, pois proporcionam funcionalidade no tamanho exato das suas necessidades. Outro bom truque é usar cores claras e espelhos. Se além de pequeno o apartamento tiver o pé-direito baixo, é bom usar o truque de pintar o teto um ou dois tons mais claro que as paredes do cômodo.

Confira algumas outras dicas de como decorar os cômodos do seu apartamento pequeno:

 

 

Decorando um quarto pequeno

 

O quarto é o lugar onde você mais pode fazer uso dos móveis multiusos para ganhar espaço: baús que servem de bancos, camas com gavetas e baús embutidos, armários que comportam camas retráteis. O segredo para ganhar espaço aqui é, principalmente, escolher o tamanho certo de sua cama, priorizando a circulação no quarto. Ainda sobre a cama, ao decorar seu quarto pequeno, é sempre bom optar ou por modelos mais baixos – que manterão espaço visual livre – ou camas elevadas – como os beliches – cujo espaço abaixo pode servir de espaço de estudos ou, até mesmo, de closet. Se optar pela cama padrão, uma boa ideia é embuti-la sob o armário, ganhando o espaço sobre a cama e em suas laterais.

Se quiser usar luzes direcionais na decoração do seu quarto pequeno, evite as luminárias de pé e abajures muito grandes: pendentes simples ou luzes embutidas podem oferecer o mesmo efeito, mas com muito mais leveza visual.

 

Na hora de comprar ou planejar os armários do seu quarto pequeno, opte por portas de correr, em lugar das tradicionais. O mesmo vale para as demais portas e janelas do seu apartamento pequeno. Se inspire nas fotos da nossa galeria e, se estiver à procura de dicas para decorar um quarto de casal, não deixe de conferir esta outra postagem.

 

 

 

Decorando uma sala pequena

 

 

A regra dos móveis baixos também serve pra decorar uma sala pequena. Para manter o espaço visual mais clean, nada melhor que optar por um rack em lugar de uma estante, e de criar espaços de armazenamento com prateleiras e nichos – preferencialmente da mesma cor ou de uma cor próxima à da parede atrás deles, para manter a unidade visual. O sofá, estrela de salas pequenas ou grandes, também pode te ajudar a poupar espaço: basta que os braços e encosto dele não sejam tão largos. Se a cor do sofá for clara, então, melhor ainda. Outra opção relacionada a móveis que pode muito ajudar a criar espaço na sua sala pequena é substituir a mesa de centro por mesas de cantou pufes e banquetas, que ainda fazem as vezes de assento quando você receber convidados.
Se optar por cadeiras ou estantes na hora de decorar sua sala pequena, um bom truque é priorizar aquelas vazadas, que permitem que a luz corra livremente, aumentando a sensação de espaço no cômodo.
Boa ideia para quem tem pouco espaço é eliminar as divisórias. Integrar quarto e sala ou sala e cozinha são boas opções, e demandam apenas atenção ao limitar os ambientes. Diferentes pisos ou tapetes cumprem bem essa função. Opte pelos pisos ou tapetes claros, na hora de decorar seu apartamento pequeno, para que a luminosidade reflita, aumentando o espaço. Com o mesmo intuito, fazer uso de espelhos – em paredes ou em móveis espelhados – é sempre uma boa opção. Se for usar cortinas na sua sala pequena, escolha tecidos leves e claros, e que cubram toda a parede em que serão instaladas – isso garante um alongamento no pé-direito, aumentando o espaço.
Se inspire com a nossa galeria:



*

*

*

Corretor Online
© 2010 Ponto 4 & Coelho da Fonseca - CRECI J-1195 - Todos os direitos reservados.