Tel: (71) 3333-8000

Fax: (71) 3333-8176

O primeiro blog sobre investimento imobiliário na Bahia

13.08.2012

Reforma e Construção

A Arquitetura nos jogos Olímpicos de Londres 2012

{lang: 'pt-BR'}

Além do legado esportivo, os Jogos Olímpicos sempre deixam outro legado importante para as cidades onde passam: o legado arquitetônico. Em Londres 2012 não foi diferente.
Apesar da capital inglesa não ter precisado construir a maioria das arenas e estádios para esses últimos jogos, ao contrário do que aconteceu em Pequim, onde foram construídos 12 novos ginásios para a 29ª Olimpíada, Londres vai herdar uma nova ideia de arquitetura que tentou ‘romper’ um pouco com a tradicional arquitetura industrial inglesa.
A arquitetura das Olímpiadas de 2012 passou a priorizar a sustentabilidade, mas sem abandonar os altos padrões estéticos que foram vistos nos jogos das últimas décadas e já estão presentes no imaginário de um grande evento como este.
Procurando inovar e ser o mais sustentável possível, os organizadores usaram materiais reciclados nas obras e o aproveitamento de energia solar em muitas das novas e reformadas construções se tornou um padrão. Palmas para os londrinos.
Vejamos alguns exemplos do legado que Londres herdou após essas Olímpiadas:

Centro aquático

Desenhado pelo arquiteto Zaha Hadid, o centro Aquático parece um mix de yacht com prédios de Dubai. Sua capacidade é de 17,500 espectadores, mas, certamente, seu impacto visual é seu maior legado para a cidade pós-jogos. A arquitetra afirmou ter tentado dar a impressão de uma “onda” no meio de Londres.

A imprensão que se tem ao olhar o Centro Aquático Olimíco é que ele é um grande 'onda'.

 

Velódromo

Outro centro esportivo construído especialmente para essas Olimpíadas foi o Velódromo Olímpico. A imprensa especializada acredita que esta foi a obra de maior impacto visual para Londres 2012, assim como foi o Ninho do Pássaro para Pequim, em 2008.
Todavia, o destaque do prédio é a sua ventilação, que é 100% natural e sem ar-condicionado. Ou seja, uma grande inovação em ternos sustentáveis: um elgado que vai para além dos Jogos Olímpicos.

Sustentabildiade foi a palavra de ordem na construção do Velódromo Olimpíco.

Arena de Basquete

Apesar de ser muito bela por fora, este é apenas um prédio temporário, ou seja, agora que as Olimpíadas acabaram ele será desmontado. Isso, desmontado! Uma pena. Apelidado de marshmallow, o prédio foi construído com mais de 20 mil metros de PVC. Fantástico. Apesar de ter sido temporário, sua estrutura e beleza não serão esquecidos.

Arena de Basquete que será desmontado agora que os jogos olimpícos acabaram.

Visualmente bela apenas nos jogos: arena de basquete será desmonstada.

E qual será a herança que o Rio de Janeiro herdará dos jogos Olímpicos de 2016?



*

*

*

Corretor Online
© 2010 Ponto 4 & Coelho da Fonseca - CRECI J-1195 - Todos os direitos reservados.