Tel: (71) 3333-8000

Fax: (71) 3333-8176

O primeiro blog sobre investimento imobiliário na Bahia

12.07.2011

Investimento Imobiliário

Como definir o melhor andar para morar?

{lang: 'pt-BR'}

Salvador Prime Ponto 4

Você já deve ter visto panfletos informativos feitos pelas construtoras divulgando empreendimentos com vista para o mar ou com alguma paisagem privilegiada. Para os consumidores, morar bem está intimamente ligado ao que se vê através das janelas: prova disso é a valorização crescente dos imóveis em áreas próximas ao mar, que oferem vista privilegiada para a praia.

Porém, para acordar todos os dias ouvindo o tranqüilizante barulho das ondas, muitas vezes temos de pagar um valor considerável a mais por isso. Uma pesquisa divulgada pelo Creci-SP aponta que imóveis nos primeiros andares são até 30% mais baratos que os superiores. As razões para os preços mais baixos são diversas, incluindo alguns desconfortos para quem está abrigado próximo ao térreo. Entretanto, devemos considerar as vantagens e desvantagens trazidas por cada opção. Confira abaixo algumas delas.

Vantagens de apartamento em andar mais baixo:

– Preços mais baixos (essa vantagem é conferida em todos os prédios, do popular até o alto padrão);
– Facilidade de locomoção (morar nos primeiros andares pode representar maior rapidez na entrada e saída de casa, já que o uso de elevadores pode ser dispensado);
– São mais fáceis de alugar ou vender (compradores valorizam muito os dois itens citados acima, tornando mais fácil a comercialização nos andares mais baixos).

Desvantagens de apartamento em andar mais baixo:

– Barulho da garagem e da área de lazer (esses inconvenientes são inevitáveis nos primeiros andares);
– Vista da janela pouco privilegiada (mesmo que o empreendimento esteja localizado em região com vista para o mar, os apartamentos mais baixos ficarão em desvantagem com relação aos demais);
– Problemas estruturais, como rachaduras na parede (problemas como esse têm mais chances de acontecer nos primeiros andares, já que sofrem com a movimentação natural do prédio ao longo dos anos).

Para a maioria dos moradores que optam pelos apartamentos mais baixos, mesmo com as desvantagens, fazer esse negócio é bastante lucrativo. É o que mostra Eliana Spinelli, que adquiriu um apartamento no primeiro andar e sofreu durante um tempo com o barulho da piscina. Mas, segundo ela, depois de um acordo com os condôminos, tudo ficou mais tranqüilo.

Se você está pensando ou já optou por apartamentos em andares mais altos, veja os prós e contras da decisão.

Vantagens de apartamento em andar mais alto:

– Deslubrante vista sob seus olhos (mesmo aqueles empreendimentos que não possuem vista para o mar podem oferecer uma paisagem privilegiada, como parques e áreas verdes);
– Inexistência ou quase dos barulhos da rua (nesses casos, estar em casa representa tranqüilidade e silêncio);
– Menor efeito na estrutura do imóvel (recebem menos impacto do encanamento e pressão da água, por exemplo, adiando a reforma do imóvel).

Desvantagens de apartamento em andar mais alto:

– Preços que podem ultrapassar os 30% comparados aos mais baixos;
– Maior dificuldade de locomoção (atividades rotineiras, como levar o filho no playground ou ir ao supermercado, tornam-se mais complexas nesses andares);
– Apesar de ser valorizado, pode haver dificuldade na venda, já que imóveis desse tipo são bem mais caros que os preços médios do mercado.

Para ambas opções, o comprador deve considerar sua rotina e necessidades específicas e analisar qual andar é mais compatível com seus objetivos.

Quer mais sobre a diferença entre os preços dos apartamentos mais altos e baixos? Converse agora com o nosso Corretor Online.



*

*

*

Corretor Online
© 2010 Ponto 4 & Coelho da Fonseca - CRECI J-1195 - Todos os direitos reservados.